Uma oração Cristã Vitoriosa?

October 25, 2017

 

 

Muitos Cristãos desejam ter uma vida de oração dinâmica e frutífera. Porém, muitos se encontram derrotados quando se trata de sua comunicação com Deus. A oração é a chave para desenvolver uma intimidade com Deus e uma consistência na nossa caminhada com Ele.

 

O que é a oração Cristã vitoriosa e como nos tornamos tais intercessores? Há três partes dessa questão: o que é oração; o que é o orar cristão; e o que é o orar vitorioso? Para sermos vitoriosos na nossa oração, devemos entender os pontos essenciais do que a oração é e o que não é.

 

A oração não é uma obrigação religiosa. Não é um ritual formal. Não é buscar a Deus como se Ele fosse um Papai Noel nas alturas. Na sua forma mais pura, a oração é simplesmente uma comunicação íntima com o Pai. É um relacionamento amoroso e aberto com o Pai que nos criou e nos salvou.

 

Este entendimento sobre a oração mudará a perspectiva na oração da pessoa e a capacitará a entrar na oração cristã vitoriosa. Sem ela, a oração se torna uma obrigação e tarefa, ao invés de uma aventura e vitória. Esta última é o que Deus deseja para cada um de nós. Não há alegria maior do que ter conversas íntimas, significativas, com Aquele que criou o universo. Pense nisto: o Deus que colocou o mundo no espaço; Ele colocou as estrelas nos seus lugares – esse mesmo Deus deseja ter comunhão conosco, de coração a coração. Nada pode comparar-se a isto! A oração é a comunicação de dois corações. Assim, há uma grande diferença entre orar e o orar cristão.

 

A maior parte das orações, atualmente, consiste de obrigações religiosas, ao invés de oração cristã genuína. Os muçulmanos oram. Os judeus oram. Os hindus oram. Os membros das igrejas oram.

 

Então, qual é a diferença entre oração cristã e a oração religiosa?

 

A oração religiosa é a tentativa do homem de alcançar a Deus. Contudo, a oração cristã sincera é Deus abrindo caminho para nós entrarmos na Sua presença e termos comunhão com Ele. Deus é absolutamente santo. Seria impossível para alguém ou alguma coisa não santa entrar na presença de um Deus completamente santo.

 

Esta é a razão pela qual Jesus morreu na cruz, 2000 anos atrás. Quando Jesus morreu na cruz, a Bíblia diz que “naquele instante, o véu do templo se rasgou em duas partes, de alto a baixo” (Mt. 27:51). O véu era o que separava o santo dos santos, do lugar sagrado. Somente o sumo sacerdote tinha permissão para entrar no santo dos santos, porque aquele era o lugar da presença manifesta de Deus.

 

E um homem pecador não poderia entrar na presença de um Santo Deus. Mas, quando Jesus morreu, Ele tornou disponível para nós o perdão para o nosso pecado e providenciou uma purificação para todos que cressem Nele. Sendo assim, pela graça de Deus, nós temos acesso à presença do Deus Todo-poderoso. Esta é a oração cristã. Ir a Deus, não pelas nossas obras religiosas de justiça, mas pela Sua graça. Isto muda todo o conceito da oração. Não é mais uma obrigação. É um prazer. Não é religião, mas relacionamento. Não é derrota. É vitória.

 

Autor : Pr. Luciano Cozendey

Pastor Presidente da IBCR - Igreja Batista Central em Resende

Compartilhar
Please reload

Categorias
Arquivo
Please reload

Igreja Batista Central em Resende

Rua do Rosário, 970 - Centro, Resende - RJ

Telefone : 24 2109-3917

  • Facebook Social Icon